Notícias

 

 

Sem monitoramento preciso, combate ao Coronavírus fica ineficaz

O Coronavírus começou na China e se espalhou rapidamente em todo o planeta. Para o combate à proliferação do vírus, existem diversas medidas que estão sendo adotadas em todo o mundo que incluem quarentenas, medidas de isolamento, de higienização, pesquisas para encontrar uma vacina e um novo remédio eficaz e a ampliação da rede tecnológica para monitoramento.

>“Sem monitoramento, fica difícil saber o que está acontecendo. É como voar no escuro. Precisamos saber quantos casos estão surgindo, e como este vírus está sendo espalhado por aí. A única forma segura de saber essas informações é através da tecnologia.” explica Marcelo Lonzetti“>, diretor comercial e CMO da

“>Para tentar conter o avanço, a tecnologia virou uma obsessão para obtenção de dados – tanto que o Centro de Ciência e Engenharia de Sistemas da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, desenvolveram um site que monitora a propagação da doença. São gráficos online abastecidos em tempo real com todas as informações oficiais da Organização Mundial de Saúde (OMS) e dos centros de controles de todos os países.

“O Brasil possui outra ferramenta que contribui para este monitoramento que é o ztrax Ronda, capaz de saber exatamente onde o portador do equipamento está, como se desloca e por onde passa:

“Imaginando este mundo de quarentena, em que remédios e equipamentos de proteção precisam chegar ao seu destino, o monitoramento em tempo real é fundamental. O equipamento da ztrax está em linha como que Centros Universitários tecnológicos estão criando, ou seja, um sistema de coleta de dados para mapear o que está acontecendo. De nada adianta manter as pessoas em quarentena se não se sabe qual está sendo a movimentação.” alerta Marcelo.

Ferramenta estratégica e de segurança
O ztrax Ronda é um equipamento portátil desenvolvido para ser um sistema de monitoramento de rondas patrimoniais, porém com a pandemia ele ganhou uma nova missão: a de monitorar profissionais de saúde, doentes e o transporte de suplementos em tempo real:

“Fica claro que o mundo está procurando a contenção do vírus e o tempo passou a ser uma moeda vital nesta guerra. Saber quanto tempo vai levar a chegada de um respirador até um hospital ajuda na logística e no planejamento.”

Até mesmo o abastecimento ganha com o monitoramento em tempo real. Transportar cargas de comida serve não apenas para a logística, mas também para uma questão de segurança contra roubos e saques:“Vivemos tempos incertos, por isso, quanto mais informações  prefeituras, Estados e o setor privado tiverem, melhor será para gerenciar a crise e assim, voltarmos a chamada normalidade” conclui Marcelo.

Siga a ztrax no Facebook e no Instagram agora mesmo! 

 

Voltar