Desorganização Interna: impacto na produção industrial e soluções com RTLS

Produção industrial precisa de RTLS!

Nem sempre o que atrasa entregas de uma fábrica é a falta de matéria-prima ou insumos. A desorganização interna e a falta de conhecimento sobre a localização de equipamentos estratégicos são graves entraves. Se um pallet com materiais acaba de ser transferido para uma etapa seguinte, mas esta continua executando um lote anterior, teremos congestionamento interno e atraso na produção. E se temos engarrafamento por excesso de materiais, os problemas na produção industrial também se acumulam:

“Sem monitoramento em tempo real via sistema RTLS, em que tudo o que se movimenta na fábrica está sendo observado e controlado, a produção pode parar imediatamente. O gestor não tem pleno conhecimento de onde cada equipamento, colaborador ou insumo está. O resultado? Acúmulo e superlotação de peças ou produtos em determinadas áreas da fábrica” explica Marcelo Lonzetti, Diretor da ztrax e especialista em tecnologia RTLS.

Impacto do Congestionamento Interno

Se em uma fábrica especializada em linha branca ‘travar’ no setor de pintura e acabamento por algum motivo, sem dar vazão ao que já está esperando para ser finalizado, não adianta o time de montagem seguir enviando geladeiras e fogões, pois isso vai atrapalhar a já caótica situação. O problema se agrava quando há caminhões esperando nas docas, atrasando a parte logística e prejudicando, inclusive, fornecedores e prestadores de serviços.

Soluções com RTLS

Quando o sistema RTLS é instalado, o gestor cria condicionais para tempo limite de saída e de entrada de produtos, facilitando o processo de zoneamento. Cada seção ganha uma cerca virtual própria e o sistema identifica, com alta precisão, o local exato de cada uma delas.

O próprio gestor recebe atualizações instantâneas sobre cada uma destas zonas para analisar gargalos no momento em que acontecem:

“Ao primeiro sinal de que algo vai atrapalhar a produção, é possível redistribuir demandas, mudar rotas internas ou, simplesmente, não permitir que determinados setores recebam mais peças do que deveriam. Para tanto, é preciso saber exatamente onde cada peça está neste quebra-cabeça” completa o especialista.

 

Compartilhe!

Quer receber conteúdo como este? Inscreva-se!

Veja mais

Escola Segura RS

Em maio de 2021 um crime chocou a pacata cidade de Saudades, interior de Santa Catarina. Três crianças e uma professora morreram a golpes de faca dentro de uma escola de educação infantil. O autor dos homicídios foi um rapaz de 18 anos, que acabou detido .

O ocorrido levanta a questão: o que professores e demais funcionários de uma escola podem fazer diante de tal cenário? A resposta mais óbvia é acionar equipes de segurança quanto antes.

Germano Medeiros, diretor comercial de uma empresa de segurança da grande Porto Alegre, percebeu a necessidade de uma resposta rápida para evitar tragédias como a de Santa Catarina e implementou o sistema ztrax Personal nas escolas atendidas por sua empresa na região metropolitana de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. O resultado foi imediato:

“Não havia um sistema efetivo para atender prontamente essas ameaças até então. Temos, em uma escola, dez professores com o botão de emergência discreto que, ao serem acionados, mandam um alerta para a central fazendo com que, no máximo em 5 minutos, uma viatura chegue ao local. Tudo online, sem que o agressor ou suspeito desconfie do alerta”.

Aluno armado acabou detido

Em uma das ocorrências, um professor desconfiou que um aluno estava armado. Quando a equipe chegou ao local e identificou o perigo real, acionou apoio de viaturas da brigada militar e da guarda municipal para fazer a condução do menor infrator e tomar as medidas cabíveis.

“O sistema de botão de pânico discreto trouxe mais segurança e agilidade na resposta das equipes de segurança. Antes, um professor tinha que se esconder no banheiro, ligar para o 190 e esperar por um tempo muito maior do que agora”, completou Germano.

Essa agilidade traz mais segurança para professores, funcionários, alunos e pais. Existe o sentimento de segurança. O equipamento já foi acionado três vezes nesta mesma escola e trouxe solução efetiva para todos os problemas alertados. Gerou ações efetivas quando preciso. Não é possível mensurar o número de crimes evitados, e nesse caso, essa é uma boa notícia.